segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Pulso

Á você, que tem por propriedade meu coração, os meus trezentos e sessenta e cinco obrigados por tudo, e mais trezentos e sessento e cinco "Eu Te Amo".
Eu Te Amo muito mais. Eu Te Amo muito além.
A chuva, o tempo nublado e as borboletas estomacais ainda são as mesmas, ainda estão aqui.
Aliás, tudo está aqui, comigo, pulsando.
O que insiste em se chamar "passado", é na verdade um presente gritante em memórias e felicidades passadas. Arde.
E eu sigo assim. Te Amando por todos os dias, como disse que faria. Faço dos ponteiros do relógio, pulso. E a cada batida do meu coração, ele passa e deixa para trás alguns segundos e minutos, acelerando os dias cada vez com mais rapidez. Claro, faz-me danos irreparáveis. Mas, lembro á todo instante que no ar, ficou a promessa do "quem sabe um dia".
E é por este dia que ainda segue o intinerário de uma vida que, pertence na verdade á você.
É por este dia que segue o pulso.
Eu Te Amo muito mais. Eu Te Amo muito além.
No treze de dezembro de dois mil e oito, dois mil e nove, dois mil e dez, virgula, e depois ponto.
Porque esta virgula é permanente.
E permanente é a intensidade de tudo o que um dia eu disse sentir por você.
Um dia eu disse sim.
E sim, valeu a pena.
Continua valendo.
Mesmo quando só dói. Ainda sim, vale a pena.


Por Deus! EU TE AMO!
E só eu sei o quanto.

"Sim!"
13/12/2008
---

Aos leitores, minhas desculpas pela ausência, e pelo texto carregado. Mas, é para mim um documento. Um registro deste treze de dezembro. Impossível nao fazê-lo.

4 comentários:

Andresa Alvez disse...

Quem Ama vai entender cada letra desse texto, assim como eu entendi. E senti o Amor que tem nele, a Esperança, a Gratidão.
Mais uma vez, Parabéns, Meu Amor!

Taatah Schell disse...

é bom botar pra fora.
Amei!

David disse...

"Um dia eu disse sim.
E sim, valeu a pena."

Vou levar isso comigo!

Marcela Hebeler disse...

Nossssa, adoreiii....excelente texto! parabéns

Postar um comentário