quinta-feira, 10 de março de 2011

Pensamentos póstumos de um recém nascido.

"A vida tem seus altos e baixos", diz o ditado popular.
Talvez a sua vida seja assim. Talvez a vida seja assim.
Eu, optei por fazer da minha vida,uma roda gigante. 
Luz, poesia, brilho, romance, medo e perigo.
A segurança é ridícula. Quase inexistente.
Dá medo de cair. Calafrios, ás vezes.
Ignoro.
Aceito definitivamente a possibilidade de cair, ganhar sequelas, ou morrer.
Pois que eu morra.
Desde que minha vida passe aos meus olhos na velocidade de uma roda gigante. 
Que eu possa ver de perto os Amantes se beijando, e beijar a idéia de um dia Amar de novo.
Desde que eu veja o brilho, a luz.
As luzes.
Que eu morra. 
Desde que o Amor jamais morra em mim, e que assim, se morra em poesia.


Pois se as voltas que a vida dá, mesmo que muitas, são curtas...
Então que o que se faz em vida, seja gigante.


Claudio Rizzih.

7 comentários:

Raphaela Reinert disse...

E é na roda gigante que avistamos tanto a grama verdinha batendo em nossos pés, quanto a vista de uma cidade inteira... com um horizonte confuso ao céu. Posso me sentar ao seu lado no banco?

Débora disse...

"Pois se as voltas que a vida dá, mesmo que muitas, são curtas...
Então que o que se faz em vida, seja gigante."

Por si só resume o desejo de uma vida inteira...
Amei!

Andresa Alvez disse...

Uma vez, eu li em um lugar "A Vida é feita de altos e baixos. Hoje é um baixo."
Acredito sim nessa frase, porém, nós escolhemos se queremos o momento alto ou o baixo. Escolhemos se queremos viver pra sempre em uma roda gigante, ou ficar em baixo, esperando uma vaga pra entrar junto nessa grande roda. Mas, a vida não pode esperar, ela gira sem parar, temos que escolher agora, ou ontem se possível for.
Eu já disse que fico encantada com o modo que você lapida as coisas que escreve aqui?
Mais uma vez, meu Amado, parabéns! Belíssimo texto!

Leonardo Távora disse...

"Ainda que eu falasse a língua dos homens, e falasse a língua dos anjos, sem amor, eu nada seria".

Somos fortes em tudo na vida, mas se não entendemos que só somos completos se o amor fizer parte de nossa vida, toda essa força vale muito pouco. Isso porque não podemos dissociar uma coisa da outra. São partes de um todo humano, que pode até ser feliz, mas não completo se uma destas partes lhe faltar. Razão e sentimento são os Yn e Yang, os lados de uma mesma moeda. Um não pode existir sem o outro.

Sempre impecáveis textos! Parabéns, mais uma vez.

Tha Santana disse...

Oi Meu Amor! Eu vim aqui te avisar que te indiquei para o selo "Stylish Blogger Award". Espero que tu goste, passa lá no meu mundinho (followyourdreams.blogspot.com) e confere.
Saudades. <3

Gaabi disse...

FODA!!
Graças ao Tupã!! eiheuheuehuehuh
loved it

Nahiana disse...

Amei!!!

Postar um comentário